Aguarde, carregando página
kkk

A revolução digital trouxe uma série de possibilidades, potenciais de aproximação, interação e amplificações de vozes dentro da sociedade jamais vistos. Com o propósito de refletir e entender como chegamos até aqui, onde estamos em termos de evolução tecnológica, fazer um exercício de futurologia e apontar caminhos para onde vamos, esta edição do Caderno se debruça sobre essa realidade interconectada, em que todos estão em rede, navegando, circulando e gerando uma quantidade jamais produzida de dados e informações.

Esta edição pode ser descarregada na íntegra, em PDF.

Estamos na era do Big Data

Principais fatos da história da comunicação social, desde a invenção da prensa até os dias atuais, na qual imperam as interações em rede

Leia na íntegra
  1. Prensa

    Gutenberg

  2. Logaritmo

    John Napier

  3. Máquina de Pascal

  4. Primeira imagem permanente

    Joseph Nicéphore Niépce

  5. Telégrafo

    Samuel Morse

  6. Código Morse

    Samuel Morse

  7. Teletrofone ou telégrafo falante

    Antonio Meucci

  8. Telefone

    Alexander Graham Bell

  9. Fotofone

    Graham Bell e Sarah Orr

  10. Ondas eletromagnéticas

    Heinrich Hertz

  11. Cinetoscópio

    Thomas Edison

  12. Cinematógrafo

    Irmãos Lumière

    Telégrafo sem fio

    Guglielmo Marconi

  13. Radiocomunicações

    A Suprema Corte dos Estados Unidos concedeu a Nikola Tesla o mérito da criação do rádio, já que Marconi usou 19 patentes dele no seu projeto.

    À parte os seus trabalhos em eletromagnetismo e engenharia eletromecânica, Tesla contribuiu em diferentes medidas para o estabelecimento da robótica, controle remoto, radar e ciência da computação e para a expansão da balística, da física nuclear e da física teórica.

  14. Rádio comercial

    (radiodifusão)

  15. Televisão

    (teledifusão)

    Philo Farnsworth

  16. Máquina de Turing

    Alan Turing

    Determinante para a ciência da computação e a formalização do conceito de algoritmo.

  17. Z3, a primeria máquina de computação programável

    Konrad Zuse

  18. Primeiros estudos sobre neurocomputação

    Warren McCulloch

  19. Computador digital eletrônico (Eniac)

    John Prester e John William Mauchly

    Assembly

  20. Invenção do telefone móvel

  21. Univac

    primeiro computador a processar dados numéricos e alfanuméricos, fabricado pela Remington Rand e o Fortran.

    Snark (primeiro neurocomputador)

    Mavin Minsky

  22. Surge o conceito da Inteligência Artificial

    John McCarthy

  23. Cobol

    Grace Hopper

    Aplicações comerciais

  24. Arpanet

    Bob Taylor e Larry Roberts (primeira rede operacional de computadores, do Departamento de Defesa Americano)

  25. Linguagem Basic

    John Kemeny e Thomas Kurtz

  26. Correio eletrônico

  27. INTERNET

    Termo Internet é usado pela primeira vez por Vinton Cerf

  28. Creeper, o primeiro vírus

    Robert Thomas Morris

  29. Primeira ligação de um telefone celular, sem fio

    Martin Cooper

    Primeira patente de RFID

    (identificação por radiofrequência)

    Mario W. Cardullo

  30. Altair 8800 (primeiro computador)

    Ed Roberts

    Primeira câmera digital

    Steven Sasson

  31. Padrão Ethernet

    Robert Metcalfe

  32. Apple II

    Steve Jobs e Steve Wozniak

    Usenet

    Tom Truscott e Jim Ellis

    Protocolo Xmodem e criação do primeiro BBS

    Ward Christensen

    Markup Language

    Charles Goldfarb

    Primeiro SPAM

    Gary Thuerk

  33. Emoticon

    Kevin Mackenzie

  34. Bitnet

    Acrônimo de "Because It’s Time to NETwork" ou "Because It’s There NETwork"

  35. IBM-PC e MS-DOS

    Padrão responsável pela popularização dos microcomputadores pessoais

  36. Domínios (.com, .org, .edu etc.)

    Jon Postel

  37. Multimídia

    Com o lançamento do Amiga 1000

  38. Protocolo IRC (Internet Relay Chat)

    Jarkko Oikarinen

  39. WWW (World Wide Web)

    A interface gráfica da internet, como a usamos hoje

    Tim Bernes-Lee

    @TheWorld

    Primeiro provedor internet

  40. Archie

    Primeiro sistema de buscas da web

  41. Gopher

    protocolo para distribuir e buscar arquivos

    Paul Lindner e Mark McCahill

    Veronica

    Sistema de busca no Gopher

    Steven Foster e Fred Barrie

    Banda larga móvel

    Entrada em operação das redes 3G

  42. Mosaic

    O primeiro browser

  43. Wikis

  44. O acesso comercial à Internet chega ao Brasil

    Geocities Com as páginas web pessoais

  45. A Web atinge a marca de 1 milhão de sites registrados no mundo

    O termo cloud computing (computação em nuvem) foi usado pela primeira vez

    Ramnath Chellappa

  46. Blogs

    Jorn Barge

  47. Primeira definição de wearable computer (computador vestível)

    Steve Mann

    Google

    Larry Page e Sergey Brin fundam a empresa

  48. Napster

    Shawn Fanning

    Surge o conceito de internet das coisas

    Kevin Ashton

  49. Videolog

    Adam Kontras

    BitTorrent

    Bram Cohen

    Amazon

  50. Jphone

    primeiro celular com câmera

    Banda larga vira o padrão de acesso

    Internet móvel

    Conceito do Big Data como usamos hoje (embora o termo apareça pela primeira vez em um periódico da Nasa de 1997)

    Doug Laney

    Wikipedia

  51. Wi-Fi, MySpace e Friendster

  52. LinkedIn e Skype

  53. Orkut, Facebook e Flickr

  54. YouTube

    Web chega a 1 bilhão de usuários

  55. Twitter

  56. iPhone

    consolida o smartphone

    Netflix

    Consolida o streaming de vídeo

  57. WhatsApp

  58. Watson

    Primeira plataforma de computação cognitiva

    Pinterest e Instagram

  59. A Web atinge a marca de 2,4 bilhões de usuários

    Entrada em operação da rede 4G LTE

  60. Primeira menção ao termo Web 2.0

  61. O ano dos wearables

    (dispositivos vestíveis)

  62. Democratização do uso da inteligência artificial

    Machine e deep learning, computação cognitiva

Sociedade Big Data

Dos nossos batimentos cardíacos aos impostos que pagamos, passando por nossos relacionamentos, todas as dimensões da nossa vida estão virando dados. Estima-se que em 2020 a sociedade irá gerar 47 zettabytes, quase quatro vezes os 12 zettabytes gerados em 2015. Esse crescimento contínuo de tipos e volume de dados, aliado à velocidade da informação, caracteriza o Big Data, fenômeno que vem causando verdadeira transformação. Mas nem sempre ter muitos dados para tomar decisões é o melhor caminho. Para isso, é preciso transformá-los em poucas análises relevantes, o que requer desenvolver pensamento e habilidades analíticas e orientação por dados.

Leia na íntegra

Comunicação e privacidade

Não é mais possível pensar nelas do mesmo jeito que se pensava antes

Ciberativismo

No Brasil, como em todo o mundo, grupos social e politicamente motivados usam as tecnologias digitais e a internet para difundir informações e reivindicações, sem intermediários, com o objetivo de buscar apoio, debater e trocar informação, organizar e mobilizar indivíduos para ações, on e off-line.

Leia na íntegra

Serenata de Amor

Projeto de fiscalização de gastos públicos que compartilha informações em linguagem acessível. Permite navegar pelos gastos e descobrir mais sobre cada suspeita.

Coding Rights Brasil

A organização atua contra as desigualdades de poder nos ambientes digitais, com o objetivo de contribuir para a proteção e a promoção de direitos humanos no mundo.

Olabi

Busca democratizar a produção de tecnologia na construção de um mundo mais diverso, mostrando que as inovações também podem ser produzidas fora dos grandes centros de pesquisa.

labExperimental

Grupo que atua em ambientes educacionais, culturais e de mediação, estimulando a participação de crianças, jovens e adultos na construção de uma cultura de rede.

Informação sob a pele

O acesso a novos conhecimentos como a biotecnologia e a biologia sintética vai revolucionar o conhecimento que temos sobre o corpo humano. Para o biohacker Andrés Ochoa, doutor em Biotecnologia pela USP, em breve a engenharia de tecidos permitirá que façamos transplante de órgãos a partir de nossas próprias células-tronco. Isso deve dobrar a expectativa de vida dos humanos, que hoje é de 70 anos, em média.



Leia na íntegra

Podcasts

Porque nem tudo na internet se resume a texto e imagem... 5 episódios para ouvir quando e onde quiser.

Clique aqui para ouvir os episódios

Tecnologia no ar

A digitalização e seus reflexos no cotidiano, abordados com profundidade e clareza pela TV

Relacionamentos em tempos de hiperconexão

(Expresso do Futuro – Canal Futura)

Privacidade na era da internet

(GNT)

Robôs que geram fake news

(Fantástico – Globo)

Tecnologia ajuda consumidores e empresas

(Jornal Nacional – Globo)